Investigadas ordens que poderão ter resultado em morte de idosos nos EUA

Notícias ao Minuto

 

De acordo com uma missiva enviada pelo Departamento da Justiça, citada pela Associated Press (AP), aos governadores de Nova Iorque, Nova Jérsia, Pensilvânia e Michigan, está em curso uma investigação a alegadas “ordens que poderão ter resultado na morte de milhares de idosos residentes em lares”.

Os procuradores estão a tentar determinar se as ordens estatais que requeriam a admissão de pacientes infetados com covid-19 em lares poderão ter resultado em mortes.

A investigação está a ser levada a cabo pela divisão de direitos civis, que está a avaliar se as perícias deverão decorrer sob a lei federal de proteção dos direitos das pessoas em lares estatais e outras instalações deste género.

Em causa poderá estar a inadequação destas unidades para conseguir tratar as pessoas de forma adequada e sem as colocar em risco.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 820 mil mortos e infetou mais de 23,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (178.524) e também com mais casos de infeção confirmados (mais de 5,7 milhões).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

 

Leitura Completa
Autor: Notícias ao Minuto