O que deve fazer (e saber) se a sua situação financeira piorar

Notícias ao Minuto

Há vários fatores que podem condicionar a ‘saúde’ das finanças pessoais, sendo que a pandemia do novo coronavírus pode agravar ainda mais, pelo que é essencial saber o que fazer para controlar o seu orçamento. 

A clínica especializada em finanças pessoais Doutor Finanças reuniu algumas dicas que podem ajudar e prevenir situações mais complicadas. Tome nota: 

  1. Controle as suas receitas e gastos  – “Chega o fim do mês e não sabe para onde vai o seu dinheiro? Se a resposta é afirmativa, saiba que é importante começar a controlar o que ganha e o que gasta através de um planeamento do orçamento familiar. É através deste orçamento que vai conseguir descobrir as despesas desnecessárias, o que é essencial, onde pode cortar e onde pode poupar. Este planeamento vai ajudá-lo a estar mais consciente das suas decisões financeiras.”
  2. Considere uma nova fonte de rendimento – “Se, depois de analisar as suas finanças pessoais, perceber que não há mais onde cortar, talvez possa considerar uma nova fonte de rendimento. Verifique o que pode potenciar, sejam aptidões pessoais, espaços ou coisas que tenha em casa. Tudo pode ser uma oportunidade para conseguir um rendimento extra.”
  3. Reduza os encargos com os seus créditos – “Se tem vários créditos, como por exemplo, um crédito automóvel, um crédito pessoal para o seu computador e ainda cartões de crédito, é natural que, especialmente nesta fase, o bolo de todas as prestações pese no seu orçamento. Por isso, uma opção é consolidar todos os seus créditos.”
  4. Reveja contratos e dispense aqueles que já não utiliza – “Quanto dinheiro gasta em coisas que não utiliza? Definir o essencial do dispensável é fundamental numa situação de maior aperto financeiro. Assim que conseguir identificar onde está a gastar o seu dinheiro, vai ser mais fácil livrar-se de despesas desnecessárias. Podem parecer apenas 20, 30 ou 40 euros, mas que vão fazer toda a diferença no final do mês.”
  5. Procure melhores condições no crédito habitação – “Sendo o crédito habitação uma das maiores fatias de um orçamento familiar, este também se pode converter na maior fonte de poupança. Reduzir a prestação mensal do crédito habitação é possível, nomeadamente através da transferência do seu crédito para outra entidade bancária com uma prestação mais baixa e melhores condições”.
  6. Analise a sua carteira de seguros – “Quando procura as melhores condições de crédito habitação, não deve somente olhar para o spread e para a taxa Euribor, deverá avaliar a proposta como um todo, e isso inclui poupar nos seguros multirriscos e de vida, onde poderá encontrar uma grande fonte de poupança.”
  7. Aproveite para poupar e criar um fundo de emergência – “Nas fases em que a situação económica é mais instável, é normal que exista o pensamento de que: ‘é impossível poupar’. No entanto, por muito pequena que seja a quantia, é muito importante que o faça.”

Leitura Completa
Autor: Notícias ao Minuto