Do ‘envelope’ da UE ao fim dos debates: Os cinco números da semana

Notícias ao Minuto

Esta semana ficou marcada pela aprovação de um acordo na União Europeia de resposta à crise gerada pela pandemia da Covid-19. Além disso, por cá, o Parlamento aprovou o fim dos debates quinzenais. Mas há mais. 

A par da atualidade, o Notícias ao Minuto avaliou os principais momentos desta semana que são transversais a vários setores e apresenta-os através dos cinco números mais relevantes:  

  • UE aprova ‘pacote’ de 1,82 biliões contra a crise

    O Conselho Europeu aprovou, na terça-feira, um acordo para retoma da economia comunitária pós-crise da Covid-19, num pacote total de 1,82 biliões de euros.

  • Portugal arrecada 45 mil milhões em subsídios

Entre os 45,1 mil milhões de euros que o país irá agora arrecadar incluem-se 15,3 mil milhões de euros em transferências a fundo perdido exatamente no âmbito desse programa para a recuperação, bem como 29,8 mil milhões de euros em subsídios do orçamento da UE a longo prazo 2021-2027.

  • Plano de Costa Silva tem 142 páginas. Governo pede que partilhe as suas sugestões

António Costa Silva, gestor nomeado pelo primeiro-ministro para coordenar os trabalhos preparatórios do plano de relançamento da economia, apresentou a sua visão estratégica, alertando, uma vez mais, que a crise será “lenta, difícil e não podemos ter ilusões”. O plano tem 142 páginas, pode ser consultado aqui, e o Executivo de António Costa convida os interessados a enviar, até 21 de agosto de 2020, as suas ideias, sugestões, visões e contributos para o email plano.recuperacao@pm.gov.pt.

  • Portugal fora dos corredores do Reino Unido. É necessária quarentena de 28 dias

Ao contrário do que tinha sido apontado pela imprensa britânica, Portugal não passou a integrar a lista de países isentos de quarentena à chegada ao Reino Unido, na sequência de uma reavaliação levada a cabo pelo Governo britânico e divulgada esta sexta-feira. Assim, os passageiros provenientes de Portugal continuam a ser obrigados a cumprir 28 dias de quarentena no regresso ao Reino Unido. 

  • 28 deputados PS e sete PSD contra o fim dos debates quinzenais

Uma segunda ronda de votação fez elevar de 21 para 28 o número de deputados do PS que votaram contra o fim dos debates quinzenais com o primeiro-ministro, enquanto os votos contra do PSD subiram de cinco para sete. O fim dos debates quinzenais foi aprovado pela maioria dos deputados do PS e do PSD, tendo merecido a rejeição do Bloco de Esquerda, PCPCDS-PP, PAN, Chega, Iniciativa Liberal e das duas deputadas não inscritas (Joacine Katar Moreira e Cristina Rodrigues).

Leitura Completa
Autor: Notícias ao Minuto